Portugueses viajaram mais no 3º trimestre de 2012

Por a 1 de Fevereiro de 2013 as 15:07

Os portugueses fizeram 5,9 milhões de viagens no 3º trimestre do ano passado, um aumento de 10,3% em relação ao mesmo período de 2011. Contudo, as dormidas desceram 3,8%, para 35,7 milhões, bem como as deslocações para o estrangeiro, que recuaram 11,9%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Correspondendo globalmente o 3º trimestre ao período de Verão, o motivo ‘Lazer, recreio ou férias’ destacou-se, naturalmente, como predominante, tendo sido a motivação principal em Julho (62,7% dos turistas), Agosto (68,4%) e Setembro (46,5%)”, informa o INE.

No total de viagens realizadas pelos portugueses entre Julho e Setembro de 2012, a larga maioria (92,3%) foi feita em território nacional.

Em termos de meios de transporte, o automóvel predominou nas deslocações turísticas, tendo sido usado em 82,8% das viagens, peso este inferior ao verificado no mesmo período de 2011 (84%) e de 2010 (84,1%). Já o avião foi o meio preferido em 6,6% das viagens, tendo também diminuído a sua relevância face ao período homólogo (7,5% no 3º trimestre 2011).

 

Viagens sem marcação prévia

O INE destaca ainda que a maioria das viagens (70,4%) fez-se sem qualquer marcação prévia de serviços (incluindo transporte e alojamento). Nas viagens para o estrangeiro verificou-se que 86,9% teve marcação antecipada de, pelo menos, um serviço. Já nas deslocações domésticas este modelo de organização apenas se aplicou a 24,8% das deslocações.

“No 3º trimestre 2012, 5,4% das deslocações envolveram recurso a agência de viagens na organização da viagem. Considerando apenas as deslocações para o estrangeiro, esse valor sobe para 38,7%, enquanto nas viagens domésticas as agências apenas intervieram em 2,6% do total”, pormenoriza a mesma fonte.

“O recurso à Internet na marcação de serviços relacionados ocorreu em 12,4% do total de deslocações (em 10,3% das viagens domésticas e em 37,6% das deslocações para o estrangeiro)”, acrescenta.

 

Alojamento particular gratuito aumenta

Esta é uma tendência que veio para ficar. O alojamento particular gratuito foi o meio escolhido em 67,9% das dormidas registadas no 3º trimestre 2012, mais 4% em relação ao mesmo trimestre de 2011, contrastando com 15,6% das dormidas em hotéis e pensões (18,1% no 3º T 2011).

Por outro lado, o alojamento particular pago foi utilizado em 10,5% das dormidas e os outros alojamentos colectivos foram responsáveis por 6% das dormidas.

“O alojamento particular gratuito foi predominante nas deslocações independentemente dos motivos. Nas visitas a familiares ou amigos concentrou 92,7% das dormidas; nas deslocações por motivo de lazer, recreio ou férias foi utilizado em 62% das dormidas e nas deslocações profissionais ou de negócios em 52,9%”, conclui o INE.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *