PwC: “Em 2013 não haverá crescimento de turistas na Europa”

Por a 24 de Janeiro de 2013 as 14:30

Em 2013 não deverá haver crescimento do número de turistas na Europa, esperam-se menos clientes novos e a concorrência pelos mesmos clientes será maior, tornando assim a fidelização um dos grandes desafios da Hotelaria. Estas são algumas das conclusões da 2ªedição do estudo “European Cities Hotel Forecast 2013 – Thriving or surving?”, elaborado pela PwC , que compara 19 cidades europeias. Lisboa consta, este ano, pela primeira vez no estudo, através da colaboração da Associação de Turismo de Lisboa e a Associação da Hotelaria de Portugal.

“O baixo crescimento económico e a falta de confiança dos consumidores em quase toda a Europa torna mais difícil ganhar novos clientes em 2013”, defende a Pwc. “A concorrência pelos mesmos clientes será intensa e os hotéis devem manter-se focalizados nos seus negócios e na fidelização”.

Em 2013, os destinos da Europa Central e Oriental serão “as estrelas” e haverá uma concorrência crescente pelos mercados emergentes (BRIC’s).

Em 2012, as cidades que mais cresceram em RevPAr foram Dublin (+13,9), Praga (+10,7%) e São Petersburgo (+9,7%). Zurique e Lisboa aparecem no final da tabela com descidas na RevPAr de 6,6% e 6,5%, respectivamente. Apesar da crise internacional e, em particular na zona euro, a hotelaria reflecte, na generalidade, “forte grau de resistência”, conclui o estudo.

A segunda edição do “European Cities Hotel Forecast 2013 – Thriving or surving?”, foi apresentada publicamente esta quinta-feira na sede da ATL, por Ricardo Sousa Valles, da PwC e com a presença de Cristina Siza Vieira (AHP) e Mário Machado (ATL).

O estudo comparou 19 cidades com mais de 650 000 quartos. Teve em conta dados da hotelaria de segmento médio e superior, deixando de fora o alojamento paralelo.

O estudo pode ser consultado no site da PwC ou no Knowledge Center da TTT-AHP.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *