Assine já
Distribuição

GEA investigada por práticas anti-concorrenciais

Autoridades espanholas podem multar grupo em 54 milhões de euros.

Patricia Afonso
Distribuição

GEA investigada por práticas anti-concorrenciais

Autoridades espanholas podem multar grupo em 54 milhões de euros.

Patricia Afonso
Sobre o autor
Patricia Afonso
Artigos relacionados
Receitas das Viagens El Corte Inglés crescem 1,7%
Distribuição
“Conseguir pagar os reembolsos a todos os nossos clientes é o desafio da nossa sobrevivência”, alerta Costa Ferreira
Distribuição
Nova edição: Futuro das agências de viagens, FITUR e marketing digital
Homepage
APAVT vai a Espanha debater desafios comuns que afetam o setor da distribuição turística
Distribuição

O Grupo GEA está sob investigação por parte das autoridades para a concorrência espanholas (CNC, na sigla original), podendo vir a ser multado em 10% da sua facturação – que em 2011 se cifrou nos 540 milhões de euros – por práticas anti-concorrenciais.

De acordo com o noticiado pelo NEXOTUR, a CNC acusa a GEA, em Espanha, de “boicote organizado” de forma a limitar os pacotes de férias de outros grossistas nas agências independentes representadas pelo grupo.

Isto, segundo a legislação espanhola, confere uma “infracção gravíssima”, punida com uma multa cujo valor pode atingir os 10% do volume de negócio da empresa, desta feita, 54 milhões de euros.

A investigação do CNC teve início em Setembro e, agora, foi aberto um processo disciplinar contra o grupo, com um prazo máximo de 18 meses para a investigação do caso e sua resolução, sem a abertura do mesmo prejudicar a resolução final.

Em declarações à Publituris, Pedro Gorodn, director-geral da GEA Portugal, assegurou que este caso “não tem qualquer ligação com Portugal” e que a grupo “tem o direito de demonstrar que estas acusações não são verdadeira e expor os argumentos necessários para fazer prova de que não incorreu em práticas anti-concorrenciais.”

 

Sobre o autorPatricia Afonso

Patricia Afonso

Mais artigos
Artigos relacionados
ahresp
Homepage

AHRESP revela programa do próximo congresso em Coimbra

O congresso terá cerca de 60 oradores, 12 sessões paralelas e cinco workshops de parceiros, além de duas sessões plenárias.

O próximo Congresso da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), que decorre de 14 a 15 de outubro no Convento de São Francisco, em Coimbra, já tem um pré-programa definido.

Sob o tema, “Sustentabilidade: utopia ou sobrevivência?”, o congresso terá cerca de 60 oradores, 12 sessões paralelas e cinco workshops de parceiros, além de duas sessões plenárias.

A primeira sessão plenária, a cargo de Luís Marques Mendes, abre com o tema “Que conjuntura política e social teremos em 2023?”. Já a segunda sessão plenária vai consistir numa conversa entre a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, com as jornalistas Rosário Lira e Rosália Amorim, que serão também moderadoras em várias sessões paralelas.

De destacar ainda a sessão de abertura, que conta com a presença de Carlos Moura, presidente da direção da AHRESP, Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro de Portugal, António Costa e Silva, ministro da Economia e do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. A sessão de encerramento, onde serão lidas as conclusões do congresso, ficará a cargo da Secretária de Estado do Turismo, Congresso e Serviços, Rita Marques.

Ao longo dos dois dias de congresso, as sessões paralelas tratarão temas como o futuro das acessibilidades em Portugal, a sustentabilidade económica e ambiental, a influência do digital na vida das empresas, entre outros assuntos, que podem ser consultados no programa disponível no website da AHRESP.

“O Congresso AHRESP surge no momento em que a recessão bate à porta da Europa, o que pode não deixar ninguém imune – nenhum país e nenhuma atividade – nem mesmo aquela que teve indesmentível recuperação no verão, mas insuficiente para fazer face aos desafios que se colocam à economia nacional como um todo e, em casos muito concretos, aos diversos setores da atividade turística”, refere a associação em comunicado.

Sobre o autorCarla_Nunes

Carla_Nunes

Mais artigos
Destinos

Um potencial enoturístico às portas de Lisboa (c/ vídeo)

O Publituris levou 20 agentes de viagem a conhecer o vasto território enoturístico existente às portas de Lisboa. Em entrevista, o vice-presidente da Câmara Municipal de Alenquer, Rui Costa, destaca o potencial que o vinho poderá trazer para produtores, agentes do turismo e turistas.

Integrado na “Alma do Vinho”, iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Alenquer, juntamente com a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa), o Publituris levou 20 agentes de viagem a conhecer as valências do enoturismo do concelho.

A pouco mais de 50 quilómetros da capital, Rui Costa, vice-presidente da Câmara Municipal de Alenquer, destaca a importância do enoturismo para o desenvolvimento da região e o potencial que o vinho poderá trazer para produtores, agentes do turismo e turistas.

Durante um dia inteiro, os agentes de viagens convidados pelo Publiuturis tiveram a oportunidade de conhecer as ofertas de alguns dos agentes do enoturismo da região e perceber as valências disponibilizadas para turistas de todo o mundo.

De referir que o Turismo de Portugal, no âmbito da ET 2027, tem, desde 2019, em curso o programa de Ação para o Enoturismo em Portugal sob o lema “Make Portugal a Must See and Sustainable Wine Tourism Destination”. Apesar da conjuntura adversa com a pandemia em 2020 e 2021 e o conflito na Ucrânia em 2022, a execução do programa segue a bom ritmo, juntando parceiros públicos – nacionais e regionais – e privados da área dos Vinhos e do Turismo, dividindo-se em quatro grandes eixos de intervenção: Territórios, Oferta, Agentes e Promoção (Place, Product, People e Promotion).

Entre as várias ações concretizadas ou em curso do programa, e até setembro 2022, destacam-se (i) o apoio financeiro a 64 projetos responsáveis por um investimento superior a 91 milhões de euros e um incentivo de 45 milhões de euros; (ii) a 69 ações de formação envolvendo 2119 participantes; (iii) a criação da marca umbrela de promoção do país PortugueseWineTourism e ao abrigo desta a plataforma portuguesewinetourism e as campanhas de comunicação digital Wine pairs with Portugal e #Time to be/Time to Taste.

Recorde-se que esta quarta e quinta-feira, 21 e 22 de setembro, a secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, participa, na 6.ª Conferência Global sobre Enoturismo da Organização Mundial de Turismo (OMT), cuja edição está a decorrer em Alba, Piemonte, Itália. Esta 6.ª edição da Conferência dedica-se, essencialmente, ao tema da Inovação, da Sustentabilidade e das oportunidades do digital no desenvolvimento da cadeia de valor do setor.

A propósito da sua participação na 6.ª Conferência de Enoturismo da OMT, Rita Marques afirmou “a grande importância para o Turismo em Portugal de poder participar ao mais alto nível em fóruns desta natureza, permitindo assim ao nosso país posicionar-se como líder a nível global neste importante setor de atividade económica, e nessa medida, influenciar o desenvolvimento futuro do turismo no mundo e em Portugal”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Transportes

Airbus Global Business Services abre escritório em Coimbra em 2023

A Airbus vai abrir, no primeiro semestre de 2023, um escritório satélite do Global Business Services Centre em Coimbra, para o qual prevê contratar até 100 colaboradores. O processo de recrutamento abre nas próximas semanas.

A Airbus vai abrir, no primeiro semestre de 2023, um escritório satélite do Global Business Services Centre em Coimbra, delegação que vem alargar os serviços do fabricante aeronáutico europeu a mais uma cidade portuguesa, depois da abertura, em 2021, do hub principal em Lisboa.

“A Airbus Global Business Services expande agora as suas operações para mais uma cidade portuguesa, reforçando o investimento que a Airbus está a fazer em Portugal”, lê-se num comunicado divulgado esta quarta-feira, 21 de setembro. 

O novo escritório da Airbus em Portugal vai criar até 100 postos de trabalho, cuja campanha de recrutamento arranca dentro de poucas semanas, prevendo-se que os primeiros colaboradores contratados iniciem funções no início do próximo ano.

“Depois de abrir em 2021 o principal hub do seu Global Business Services (GBS) em Lisboa, que já emprega mais de 350 pessoas e prevê contratar até ao final do ano mais cerca de 100 colaboradores, a Airbus procura agora contratar em Coimbra colaboradores nas áreas de Contabilidade, Procurement, IT Systems, Recursos Humanos e Travel & Expenses”, indica o fabricante aeronáutico.

A Airbus explica que decidiu abrir este novo escritório “para estar mais perto dos potenciais talentos a serem contratados” e porque Coimbra se tem destacado como “a cidade mais relevante para a implementação deste novo projeto devido à sua localização estratégica, opções de transporte e infraestruturas disponíveis, bem como pela presença das instituições de ensino superior politécnico e universidades escolhidas por milhares de estudantes para desenvolverem a sua formação em várias áreas”.

A Airbus Global Business Services abriu em Portugal em maio de 2021 e é uma plataforma internacional de desenvolvimento de talento da Airbus na Europa, que conta atualmente com mais de 350 colaboradores em Lisboa a trabalhar nas áreas de Finanças, Recursos Humanos, Procurement, Gestão de Informação, Engenharia, Comunicação, Atendimento ao Cliente, Jurídica e Compliance.

A Airbus GBS diz ainda que oferece aos seus colaboradores um “pacote salarial atraente e uma gama completa de benefícios”, incluindo seguro de saúde, práticas de success sharing e equipamentos para home office, assim como “uma política de trabalho flexível”, que disponibiliza também oportunidades de mobilidade e desenvolvimento internacional.

As oportunidades de carreira disponíveis atualmente  na Airbus GBS podem ser consultadas aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Portugal e Espanha unem-se para promover vinhos ibéricos

A campanha “Feel The European Quality With Wines From Spain and Portugal” foi lançada terça-feira, 20 de setembro, e é dirigida aos profissionais do vinho, líderes de opinião e turistas europeus que visitem Portugal e Espanha.

Portugal e Espanha uniram-se para promover a tradição vinícola ibérica de forma conjunta, num programa que junta a ViniPortugal e a sua congénere espanhola OIVE, no âmbito do qual foi já lançada a campanha europeia “Feel The European Quality With Wines From Spain and Portugal” que, entre outros objetivos, pretende também estimular o turismo.

“Esta é uma das muitas ações previstas no programa conjunto das entidades, que terá a duração de três anos e que procura mostrar a qualidade e a tradição vitivinícola dos dois países”, indica a ViniPortugal em comunicado, dando conta que o evento de lançamento da nova campanha decorreu na terça-feira, 20 de setembro, e contou com a presença de Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal, assim como da diretora-geral da OIVE, Susana García Dolla.

A decorrer em Portugal e Espanha até 2024, esta campanha representa um investimento de mais de dois milhões de euros, sendo dirigida aos profissionais do vinho (importadores e sommeliers), aos meios de comunicação, aos líderes de opinião e aos turistas europeus que visitarem qualquer um dos dois países ao longo dos três anos.

“Esta é uma campanha promocional europeia que também pretende abranger os turistas que visitam Portugal e Espanha, com o objetivo de lhes fornecer informações sobre os vinhos de qualidade disponíveis nos dois países. Por outras palavras, queremos sensibilizar os turistas internacionais sobre vinhos portugueses e espanhóis, sua história, cultura, harmonizações… e assim encorajá-los a consumir de forma responsável”.

No comunicado divulgado, a ViniPortugal explica que, mais do que a tradição vinícola, Portugal e Espanha partilham também a paixão pelo vinho, ingrediente que, segundo a campanha agora lançada, é aquele que “faz destacar os vinhos ibéricos”.

O setor vinícola ibérico desempenha ainda “um papel fundamental na sustentabilidade económica, social e ambiental de muitas aldeias em Espanha e Portugal, gerando milhares de empregos diretos e indiretos que vão muito para além das vinhas e adegas, prevenindo e combatendo o despovoamento rural”, acrescenta a ViniPortugal, defendendo que o impacto positivo deste setor “não se limita apenas aos países produtores, mas contribui também para impulsionar a economia europeia através de atividades como o transporte, logística, marketing e vendas”.

Recorde-se que Espanha é, atualmente, o primeiro país no mundo em área de vinha, que corresponde a 950 mil hectares, sendo também um dos países com a maior variedade e qualidade de vinhos do mundo, enquanto Portugal é o décimo maior produtor de vinho do mundo e o país da União Europeia com a maior diversidade de castas por quilómetro quadrado.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Bestravel promove Mercados de Natal na Suíça

Voe para um Natal mágico” é o mote de uma campanha dedicada aos Mercados de Natal na Suíça que a rede de agências de viagens Bestravel acaba de lançar.

Em parceria com o Turismo da Suíça, a campanha visa dar a conhecer aos portugueses um lado menos conhecido do país, os Mercados de Natal.

A Bestravel lembra, em nota de imprensa, que “esta é a época do ano em que procuramos partilhar sorrisos, alegria, esperança e amor com a nossa família e amigos”, por isso, “uma forma especial de o fazer é descobrir os melhores Mercados de Natal do país”, destacando-se os de Montreux, Zurique, Basileia, Lucerna e Lausanne

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Ribeira do Porto é um dos tesouros cinematográficos da Europa

A Ribeira do Porto é o único lugar português na lista divulgada pela Academia Europeia de Cinema, juntando-se a locais em França, Polónia, Espanha, Reino Unido ou Letónia.

A Ribeira do Porto foi esta terça-feira, 20 de setembro, eleita como um dos tesouros da cultura cinematográfica europeia pela Academia Europeia de Cinema, que reconhece que esta zona histórica portuense tem um valor histórico “que deve ser mantido e protegido”, avança a Lusa, que cita a organização desta distinção.

A criação da lista de “Tesouros da Cultura Cinematográfica Europeia” é uma iniciativa da Academia Europeia de Cinema com o objetivo de elencar locais e espaços que são simbólicos para o cinema europeu, “lugares de valor histórico que devem ser mantidos e protegidos não só agora como para as gerações futuras”, lê-se na nota de imprensa.

A Ribeira do Porto é um dos 22 tesouros cinematográficos da Europa, com a Academia Europeia de Cinema a lembrar que esta zona histórica foi já cenário de três filmes do realizador português Manoel de Oliveira, concretamente “Douro, Faina Fluvial” (1931), “Aniki Bobó” (1942) e “O Porto da Minha Infância” (2001).

A Ribeira do Porto é o único lugar português na lista divulgada pela Academia Europeia de Cinema, juntando-se a locais em França, Polónia, Espanha, Reino Unido ou Letónia.

Para a academia é preciso preservar, por exemplo, o Studio Babelsberg (Alemanha), onde Fritz Lang fez “Metropolis” (1927) e Wes Anderson filmou “Grand Budapest Hotel” (2014), a Fontana di Trevi, em Roma, cenário de “A doce vida” (1961), de Federico Fellini, ou uma praia em França, onde Agnès Varda fez “As praias de Agnès” (2008).

“Em vez de nos limitarmos a organizar os prémios europeus de cinema, a Academia Europeia de Cinema vai abranger a história e as pessoas que fizeram o que é hoje o cinema europeu”, afirmou o diretor da academia, Matthijs Wouter Knol, em comunicado.

O objetivo da academia é anualmente acrescentar novos locais a esta lista de “tesouros cinematográficos” e trabalhar este património junto de novos públicos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Rio Convention & Visitors Bureau abre representação comercial em Portugal

O Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) acaba de abrir um escritório de representação em Portugal com vista a ampliar a sua atuação no nosso país e fomentar o turismo daquele destino brasileiro.

A Bossa Brazil, que tem sede em Londres, é a representante oficial do Rio CVB nos mercados do Reino Unido, Portugal, Espanha, França, Itália e Alemanha.

O foco dessa colaboração é atrair tanto o turista de negócios como o de lazer, atuando na promoção da cidade, com a participação em feiras e roadshows e em atividades de relacionamento com o trade turístico e com a imprensa especializada presentes nestes mercados.

A Bossa Brazil dará apoio a quem já vende o Rio de Janeiro, e também incentivará aqueles que estão interessados em a Cidade Maravilhosa nos seus programas e pacotes.

“O mercado português tem uma grande relevância na receita turística, tanto para o Brasil quanto para o Rio de Janeiro”, afirmou a diretora-executiva do Rio CVB, Roberta Werner, para lembrar que antes da pandemia, as viagens internacionais injetaram seis mil milhões de dólares na economia brasileira.

Segundo a responsável, a retoma dos estrangeiros está a acontecer, “por isso estamos a intensificar a promoção da cidade nos países emissores”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Summerwind Portugal tem novos contactos

A Summerwind Portugal atualizou os seus contactos gerais, assim como os e-mails dedicados às companhias aéreas Binter e LAM.

A Summerwind Portugal atualizou os seus contactos gerais, assim como os e-mails dedicados às companhias aéreas Binter e LAM, informou a empresa de representação de companhias aéreas.

A Summerwind Portugal informa que a sua morada é na Av. Sidónio Pais, 24, 2.º Esq., 1050-215 Lisboa, e que o e-mail geral da empresa é [email protected], estando também disponíveis os números de telefone 211 642 034 e 210 965 713.

Além dos contactos gerais, a empresa atualizou também os emails dedicados para as companhias aéreas Binter e LAM, com a companhia aérea das Canárias a estar agora disponível pelos e-mails [email protected], [email protected] e [email protected]

Já a LAM, companhia aérea de bandeira moçambicana, passa a contar com o e-mail dedicado [email protected]

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Carla Moreira é a nova comercial da Quadrante para a zona centro e sul do país

Carla Moreira iniciou funções enquanto comercial da Quadrante para a zona centro e sul do país na passada segunda-feira, 19 de setembro.

O operador turístico Quadrante contratou Carla Moreira para as funções de comercial para a zona centro e sul do país, profissional que conta com uma experiência de 15 anos no setor das viagens e turismo, e que passou também pela aviação.

Numa nota enviada à imprensa, a Quadrante sublinha que Carla Moreira é “detentora de um currículo invejável”, sendo, por isso, a profissional indicada para as funções que agora desempenha e que passou a ocupar desde a passada segunda-feira, 19 de setembro.

Carla Moreira iniciou a sua carreira na Halcon Viagens e passou, posteriormente, para a aviação, nomeadamente pela companhia aérea francesa Aigle Azur, onde desempenhou funções comerciais para a zona norte numa primeira fase, tendo, mais tarde, passado a desempenhar as mesmas funções no restante país, incluindo Ilhas.

“Na sua longa permanência nesta companhia, veio a abraçar outros mercados, como Espanha, Itália e Alemanha”, acrescenta a Quadrante.

Mais tarde, com o encerramento da Aigle Azur, Carla Moreira ingressou na Euroatlantic, onde esteve ligada às rotas regulares da companhia aérea, desenvolvendo os mercados de São Tomé e Guiné-Bissau.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Madeira, Dubai e Nova Iorque são as proposta de réveillon das Viagens Tempo

As Viagens Tempo lançaram três propostas para o próximo réveillon na Madeira, Nova Iorque e Dubai, cujos preços começam nos 1.030 euros por pessoa para a Madeira.

Madeira, Dubai e Nova Iorque são as proposta das Viagens Tempo para o próximo réveillon, destinos para os quais o operador turístico disponibiliza pacotes com quatro ou cinco noites de alojamento e voos, cujos preços começam nos 1.030 euros por pessoa no caso da Madeira.

Para a Madeira, o pacote das Viagens Tempo inclui quatro noites de alojamento em APA, na unidade de quatro estrelas Hotel Pestana Village e tem partidas a 29 ou 30 de dezembro, em voos TAP, estando também contemplado o jantar de gala na noite de 31 de dezembro.

Já para Nova Iorque, os preços das Viagens Tempo começam nos 1.980 euros para um pacote de quatro noites de alojamento, que inclui também voos TAP com partida a 29 ou 30 de dezembro, bem como transferes. Já as taxas aeroportuárias e o visto eletrónico de entrada nos EUA não estão incluídos no pacote de réveillon.

Além da Madeira e Nova Iorque, as Viagens Tempo contam também com um pacote de réveillon para o Dubai, neste caso, incluindo cinco noites de alojamento no Hotel Donatello Hotel Dubai, de quatro estrelas, cujos preços começam nos 2.695 euros por pessoa.

O pacote de réveillon das Viagens Tempo para o Dubai conta com voos de ida e volta pela Emirates, cuja partida decorre a 29 de dezembro e o regresso a 3 de janeiro, bem como jantar de réveillon a 31 de dezembro, com bebidas incluídas, seguro de viagem e transferes.

Todos os pacotes de réveillon das Viagens Tempo estão já disponíveis no site do operador turístico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.