França: Previsões para 2013 são pessimistas

Por a 11 de Dezembro de 2012 as 18:10

Os operadores turísticos franceses não estão optimistas e esperam um próximo ano igual ou pior do que 2009, pico da crise económica global. Para o Inverno de 2012/13, as reservas estão em queda. “O ano de 2013 afigura-se tão difícil como o de 2008/09. Não escaparemos ao contexto económico que afecta o consumo dos franceses”, disse o presidente da Associação de Operadores Turísticos (Ceto), René-Marc Chikli, ao diário Le Figaro.

De acordo com dados por si divulgados, as reservas para destinos de longa distância caíram 16,4% este Inverno, ao passo que no médio curso subiram apenas 2,1%. Por outro lado, as reservas de viagens para destinos como o Egipto caíram 47,1%, enquanto, para a Turquia, a queda é de 29,2%. Aqui ao lado, para Espanha, as reservas estão 28,3% abaixo do ano passado.

No ano de 2011/2012, os operadores turísticos franceses fizeram viajar 7,2 milhões de clientes, uma descida de 0,3% em relação ao ano anterior. Já o volume de negócios ficou nos 5,2 mil milhões de euros, uma queda de 0,8%.

 

Franceses querem viajar mais no Inverno de 2012/13

Estas previsões da Ceto são, contudo, diferentes daquelas divulgadas pelo instituto francês Protourisme, que deu conta de que os franceses pretendem fazer mais viagens de férias este Inverno (+3%), mas gastar menos, com uma descida de 4% no orçamento médio por pessoa.

18% dos turistas franceses pretende fazer férias com quatro dormidas ou mais no Inverno de 2012/2013, com preferência por destinos nacionais, em detrimento de internacionais. No total, 11,7 milhões de pessoas não estão dispostos a prescindir das suas férias nessa altura do ano, um aumento de 300 mil em relação ao último inquérito.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *