Mercado gay representa 8% do total dos gastos na Europa

Por a 29 de Outubro de 2012 as 15:04

Os europeus gays gastam em média 50 mil milhões de euros por ano em actividades relacionadas com viagens e turismo, de acordo com um estudo divulgado pela Associação Europeia de Turismo Gay (GETA, em inglês), citado pelo site Travel Daily News. Esse valor representa 8% dos 632 mil milhões de euros que, todos os anos, são gastos por turistas no “velho continente”.

“O mercado gay é muito importante para a indústria do turismo”, comentou o director executivo da GETA, Carlos Kytka. “Devido ao facto de, tendencialmente, não termos filhos, temos mais rendimento e tempo disponíveis. Temos também mais tendência para viajar, particularmente em períodos mais calmos que não coincidem com as férias escolares”, acrescentou.

O estudo apurou que, cada vez mais, diversas cidades europeias estão a promover-se no mercado gay, como Estocolmo, Londres e Berlim. “Estocolmo percebe claramente a importância desse mercado. Diversidade, abertura e respeito devem ser valores essenciais para qualquer destino”, afirmou Christina Guggenberger, do Turismo de Estocolmo.

 

França é o destino preferido

Recentemente, um divulgado pela consultora Out Now Business Class revelou que França é o destino turístico mais desejado pelo público LGBT (lésbico, gay, bissexual e transgénero) e ultrapassou os EUA nesse ranking. França é, assim, o destino mais desejado por cerca de 6% da indústria global do turismo identificada como LGBT.

O documento, que vai ser apresentado em detalhe na World Travel Market (WTM) deste ano, em Londres, revelou que os Estados Unidos passaram a ser o segundo destino mais apelativo para a comunidade LGBT, seguidos do Reino Unido, que ocupa a terceira posição.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *