Novo PENT e OE 2013 ‘apontam baterias’ ao turismo residencial

Por a 17 de Outubro de 2012 as 14:00

O turismo residencial será uma das principais apostas do Governo a partir do próximo ano. Além desse produto estar em destaque no relatório do Orçamento do Estado (OE) para 2013, a proposta de revisão do Plano Nacional Estratégico do Turismo (PENT), apresentada recentemente pela secretária de Estado do Turismo, atribui-lhe também uma “relevância acrescida”.

Na proposta, a Secretaria de Estado do Turismo lembra que, apesar da crise económica, “o turismo residencial mantém o interesse por parte dos europeus para compra de casa ou para desfrutar a reforma no estrangeiro”. Na verdade, “estima-se a comercialização de 100.000 unidades/ano no Sul da Europa”, sendo que “o produto é valorizado pela oferta de actividades complementares tais como golfe, praia e restauração”.

Entre 2013 e 2015, o Governo pretende “consolidar os investimentos e garantir elevados padrões de qualidade em novos projectos de turismo residencial”. Disponibilizar uma plataforma web de informação vocacionada para cidadãos estrangeiros e desenvolver um plano de promoção são algumas as actividades sugeridas no plano de revisão do PENT.

 

Produto em destaque no OE 2013

Já na proposta do OE 2013, apresentada esta segunda-feira, pode ler-se no relatório que o Governo pretende “desenvolver um enquadramento que favoreça a residência de estrangeiros em território nacional”. É nesse sentido que existe “um pacote para a promoção do turismo residencial que incentiva a atracção de turistas residenciais. Em particular, será estimulada a atracção de turistas residenciais seniores e dos respectivos rendimentos para o nosso país”.

Por outro lado, o Governo quer criar um gabinete de promoção para o turismo residencial, com o objectivo de aliar acções promocionais, divulgação de informação e atendimento para este segmento.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *