Vila Galé Coimbra com taxa de ocupação de 50% para a Páscoa

Por a 23 de Março de 2010 as 13:07

Com abertura agendada para dia 1 de Abril, o quatro estrelas Vila Galé Coimbra já tem reservados 50% dos seus quartos para esses dias. Gonçalo Rebelo de Almeida acredita que o número ainda pode crescer um pouco mais até lá.

Situado junto ao Rio Mondego e com 211 quartos, o Vila Galé Coimbra dirige-se não só ao turismo de negócios como também ao turismo de lazer. O responsável garante ainda que já existem alguns eventos de empresas nacionais confirmados para Abril, Maio e para o segundo semestre do ano.

Gonçalo Rebelo de Almeida tem um discurso cauteloso quanto às perspectivas de ocupação e facturação para o primeiro ano do hotel, até porque, segundo o próprio, “não temos indicadores que nos digam que já haja sinais de retoma”. Os resultados da Vila Galé em 2010 devem ser “muito semelhantes aos do ano passado”. O director de marketing fala em fechar o ano com uma taxa média de ocupação que ronda os 50% e prevê ter já resultados operacionais positivos este ano. “Podemos facturar dois milhões e meio de euros entre Abril e Dezembro”, afirma.

O mercado nacional será o principal desta unidade “como já é habitual, o mercado português é o número um na generalidade dos nossos hotéis, e talvez represente actualmente 50% da nossa ocupação, com a queda do mercado inglês”, refere. O responsável não exclui no entanto, os mercados internacionais que são “importantes, quer na componente de negócios, quer nos circuitos culturais, onde aí sim, falamos do mercado alemão, italiano, espanhol”.

Gonçalo Rebelo de Almeida mostra-se confiante quanto à operação deste hotel. “Temos um produto inovador para a cidade e para a própria região centro. É o maior hotel entre Lisboa e Porto. É muito acima de qualquer outro produto que esteja nesta região. Vamos estar na linha de preços que já são praticados aqui, e portanto, a relação preço/qualidade vai ser muito boa”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *