Grupo SATA com perdas de 2.987 milhões de euros

Por a 8 de Abril de 2009 as 6:30

O ano fiscal de 2008 representou para as contas do grupo SATA perdas na ordem dos 2.987 milhões de euros, cerca de dois milhões e novecentos mil a menos do que no ano anterior. Já os proveitos totais ascenderam aos 252.682 milhões (mais 8,3 por cento do que no exercício anterior).As contas dizem respeito às seis empresas que constituem o grupo (SATA SGPS, SATA Air Açores, SATA Internacional, SATA Express, Azores Express e SATA Gestão de Aerodrómos) e, segundo a empresa, reflectem os aumentos verificados com os combustíveis.

Em comunicado, a empresa refere que os custos operacionais das duas transportadoras (e em especial da SATA Internacional) foram superiores em 18 milhões de euros, comparativamente com 2007.

A nível operacional, voaram com o grupo SATA 1,5 milhões de passageiros, o que representa uma redução de 17 mil comparativamente com 2007. Já o load factor situou-se nos 73 por cento, no caso da SATA Internacional, e de 63 por cento, no caso da SATA Air Açores.

A SATA assegura ainda que em 2009 irá prosseguir com a sua estratégia baseada na racionalização de recursos e na introdução de novidades. Neste último caso é de referir o começo da renovação da frota da SATA Air Açores.

Este é também o ano em que a transportadora vai lançar a sua nova imagem. Para isso vai aproveitar quer a renovação da frota da companhia inter-ilhas, quer a recepção do novo A320 da SATA Internacional (em Junho).

Este será também um ano caracterizado por alterações à rede da transportadora, de forma a reagirem à conjuntura. Cancelamentos cirúrgicos de rotas e frequências menos rentáveis e lançamento de novas rotas e reforço de ligações para mercados mais dinâmicos são alguns dos caminhos a seguir.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *