Costa Cruzeiros com novo ‘pricing’ para Portugal

Por a 18 de Maio de 2017 as 11:23
costa cruzeiros

A Costa Cruzeiros apresentou esta quarta-feira, 17 de Maio, o novo sistema de tarifas que passa a vigorar no mercado português, através do qual a companhia pretende chegar aos vários tipos de público, oferecendo aos passageiros a possibilidade de viajarem “com preços controlados logo à partida”, segundo Jorge Carreiras, director-geral da Line C, representante da Costa Cruzeiros em Portugal.

“É um pricing que já foi ensaiado por outros mercados e que vai ao encontro de uma necessidade do próprio público-alvo, que é, por um lado, ter à partida os custos controlados e, aqui, os preços têm uma evolução em crescendo”, explicou o responsável, durante a apresentação das novas tarifas, que decorreu no Hotel Mundial, em Lisboa.

Com este novo sistema de preços, a Costa Cruzeiros passa a disponibilizar quatro tarifas distintas, nomeadamente Deluxe, Confort Premium, Confort Classic e Basic, cujas diferenças se prendem essencialmente com o pacote de bebidas incluído, ainda que existam também diferenças ao nível dos camarotes.

“Temos vários patamares, entre o que não tem qualquer tipo de bebidas, que é o Basic, depois temos o Confort Classic que tem bebidas às refeições, o Confort Premium que tem o pacote de bebidas incluídas, não só às refeições, mas durante todo o cruzeiro e, depois, ainda temos a tarifa Deluxe, em que temos um pacote de bebidas Premium. Este pacote destina-se às categorias mais altas, nomeadamente às suites”, resumiu Jorge Carreira.

O novo sistema de preços já se encontra disponível desde o início deste mês de Maio e aplica-se a todos os cruzeiros da Costa para a temporada 2018, com excepção dos itinerários de Volta ao Mundo.

Com as novas tarifas, a Costa Cruzeiros espera incentivar as reservas antecipadas, uma vez que também a política de cancelamentos é alterada, passando a ser oferecida ao cliente a possibilidade de cancelar a reserva até 45 antes da partida, pagando uma penalização de apenas 50 euros, com excepção apenas da tarifa Basic.

“Essencialmente é isto, queremos reforçar os benefícios da reserva antecipada. O facto de penalizarmos pouco o cancelamento até 45 dias antes da partida, acaba por ser um conforto maior para essas pessoas”, acrescentou Jorge Carreiras.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *