Escolas do Turismo de Portugal garantem empregabilidade

Por a 19 de Abril de 2017 as 12:09
cozinha

As escolas do Turismo de Portugal (TP) têm empregabilidade praticamente garantida, com 87 em cada 100 alunos a conseguirem emprego depois de concluída a formação, revelou à Lusa Luís Araújo, presidente do TP.

Algumas das formações disponíveis, como os cursos de cozinha e com componentes totalmente em inglês, “têm 100% de empregabilidade”, referiu Luís Araújo, na véspera do “Open Day” que as 12 escolas do TP estão a realizar esta quarta-feira, 19 de Abril.

Para Luís Araújo, a elevada taxa de empregabilidade e o “bom momento do Turismo em Portugal” são os “melhores cartões de visita” para as unidades de ensino atraírem estudantes, frisando ainda que também o “esbatimento da sazonalidade e a valorização dos recursos humanos” são bons indicadores para os jovens, já que levam os empresários a fixar os trabalhadores.

Sob o lema ‘O teu futuro 5 estrelas está à espreita’, o evento tem programações diferenciadas nas várias escolas e inclui actividades como workshops e apresentações, sendo “muito divertido na perspetiva dos futuros alunos”, garante Luís Araújo.

A partir de Outubro, as escolas do TP vão passar a ministrar também cursos “adaptados a novas realidades, com uma componente muito mais forte de ‘soft skills’, que tem a ver com comunicação, ‘storytelling’ (contar histórias), aulas de teatro e de dança associadas a cursos mais técnicos”, revelou ainda o responsável.

“Acreditamos e temos o ‘feedback’ de todos os empresários de que é isto de que precisam: mais idiomas, mais interação com o consumidor. E vamos ter um curso novo de turismo cultural e de património, que juntamente com o turismo de ar livre, são vertentes a que queremos dar a tónica”, disse o presidente do TP à Lusa.

Já a aposta nos programas de intercâmbio, como o que trouxe 20 estudantes chineses para a escola de Lamego no ano passado, são para manter, estando prevista para o início de Maio uma formação idêntica para um grupo de 14 estudantes de Goa, na Índia, em Lamego e Setúbal.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *